fbpx

Intercâmbio e Cursos para Estudar e Trabalhar na Espanha

Custo de Vida

Em média, estudantes internacionais na Espanha gastam aproximadamente €200 por semana para viver.

Um dos melhores países no mundo para se fazer intercâmbio é, sem sombra de dúvidas, a Espanha. Dotada de alta qualidade no setor educacional, segurança pública, sistema de transporte público bem conectado, assim como, atraente custo benefício.

Ainda que algumas cidades como Barcelona possuam um custo de acomodação mais elevado, ou cidades como Bilbao tenham um custo de vida em si menos acessível, a média geral de transporte, aluguel, alimentação e afins costuma ser mais barato que outros países da Europa em geral.

Outro ponto interessante para ser levado em consideração é a moeda corrente, que é o Euro. Uma vez adquirido, o poder de compra da moeda é estabelecido, quando não acrescido. O Euro é hoje uma das moedas mais fortes existentes, e com uma quantia pequena do mesmo, é possível fazer muitas coisas se comparado a países como Brasil ou Argentina, por exemplo.

Custo para Estudar na Espanha

Ainda que muitas pessoas pensem que fazer um intercâmbio seja semelhante a “férias prolongadas”, isso não condiz com a realidade. É um grande salto de vida, e com ele vêm grandes responsabilidades, dentre elas, os custos.

O governo europeu como um todo costuma requisitar a comprovação de recursos mínimos para viver no país pelo período de estudo, mas é sempre bom lembrar que o mínimo estabelecido pelo governo nem sempre condiz com a realidade da cidade. É interessante possuir, mensalmente, um valor de cerca de €1.000 para um intercambista médio.

Se o seu custo de vida é mais elevado (ou seja, vem associado com maiores comodidades), o valor deve ser maior, e sua recíproca também é verdadeira. Para chegar nesse valor, levamos em consideração tanto os gastos obrigatórios (como aluguel, compras de itens de alimentação e de limpeza da casa e de roupas, etc) assim como os gastos não obrigatórios, como saídas para bares, restaurantes e cinemas.

Ainda que o objetivo central sejam os estudos e o conhecimento de novas culturas, é importante que todo estudante possua também horários destinados à criação de um networking de amigos e conhecidos nessa oportunidade única de estudar na Espanha.

Custo de vida em Barcelona

Moradia, serviços e produtos variados

Aluguel mensal (apto de 1 quarto/ aluguel de 1 quarto) €800 – €1.300
Água, luz, gás central e lixo (a cada 2 meses, valor por pessoa) €95
Telefone + internet móvel €80 e €20
Internet €50
Passe de transporte mensal €60
Tarifa de Ônibus unitária €2
Tarifa de Metrô unitária €2,5
Táxi – Aeroporto/Centro da cidade €40
Cerveja pub/supermercado €5 – €2
Vinho espanhol €5 – €50
Pão estilo Baguete (ou pacote de pão de forma) €0,85- €1
Croissant €1
Café €1-2
Cinema €10
Refeição em restaurante de nível médio €25

Custos gerais em outras regiões da Espanha

Principalmente na questão da acomodação, o interior da Espanha pode custar até metade do valor gasto em Barcelona, ou até mesmo mais, a depender da movimentação da cidade. Quanto mais turística, mais os valores podem inflacionar.

Abaixo uma ideia de preços:

  • Aluguel mensal (apto de 1 quarto/ aluguel de 1 quarto) – €200- €800
  • Alimentação – gastos básicos: €200/mês
  • Água, luz, gás central e lixo (a cada 2 meses, valor por pessoa) – €100
  • Tarifa de Metrô unitária – €1-2
  • Café – €1-2
  • Refeição em restaurante de nível médio – €15,00-€20,00
  • Cerveja – €3-€4

Moeda: O Euro

Como falamos mais acima, a moeda corrente na Espanha, assim como em grande parte da Europa, é o Euro. No país as compras com crédito são menos comuns que no Brasil, sendo grande parte das vezes pouco aceita.

As formas mais aceitas são em dinheiro vivo (ou como chamam lá, “efectivo”), ou mesmo cartão de débito! As bandeiras mais aceitas são Visa, Mastercard e Cirrus. A Elo e outras bandeiras conhecidas no Brasil nem sempre são aceitas nos restaurantes e lojas espanhóis.

Os bancos variam os horários de atendimento, e em casos de urgência, assim como em outras cidades da Europa, pode-se recorrer aos cashs de rua. Estes, aceitam pagamento em cartão de crédito e em troca, entregam notas de dinheiro.

Um cuidado a se ter com tais máquinas é a cotação, que na maior parte das vezes não é nada interessante. Lembramos: essa é uma saída para emergências tão somente!

Gorjetas

Em alguns países é uma obrigação quase vital, noutros, algo completamente dispensável. Saber mais sobre a obrigatoriedade das gorjetas no país que estamos indo é essencial, e quando falamos na Espanha, não é necessariamente uma obrigação.

As gorjetas geralmente são dadas para arredondar as contas (como por exemplo para não dar €9,60, deixa-se €10). Outro gesto muito comum é deixar alguns euros, sem necessariamente levar em consideração o valor da conta.

Você pode deixar o valor que quiser, isso, se desejar deixar o valor em mesa. Não se preocupe pois não será retaliado ou criticado por sua atitude de não deixar uma gorjeta ou pelo valor ter sido baixo!

Como economizar na Espanha

Bem, algumas dicas simples se fazem válidas aqui, como por exemplo:

  • Evitar a compra de Produtos Premium, como vinhos e cervejas importados;
  • Optar por um aluguel numa região residencial e não hoteleira;
  • Evitar usar o gás da calefação da casa com frequência no inverno;
  • Assinar planos de internet com sabedoria;
  • Aproveitar outlets para comprar novas roupas, e não adquirir as mesmas em lojas convencionais;
  • Planejar mensalmente os gastos, procurando não exceder os limites (se possível, anote em um planner os seus gastos);
  • Fazer a maior parte das refeições em casa e sair de casa sempre com garrafas d’água em dias quentes, ou de café/chá em dias frios.
+20 Anos
No Mercado
Lider no Google
entre as agências de intercâmbio
+2,500
Clientes Anuais
+40,000
Leads por Ano
10 Websites
Especializados
+250 Pacotes
de intercâmbio
Top Destinos
pelo mundo
Ferramentas
de última geração
+ Anos
No Mercado

Líder no Google

Entre agências

+
Leads por Ano
Websites
Especializados
20 Anos